Ramon Nobre
Ramon Nobre: Home / O esporte Mossoroense em destaque! / Sacramento preserva Dida, mas deixa em aberto vaga para próxima partida

Sacramento preserva Dida, mas deixa em aberto vaga para próxima partida

Sacramento preserva Dida, mas deixa em aberto vaga para próxima partida

ramonnobre 20 de março de 2017 0 Comentários
20mar
0

O empate com o Baraúnas em 2 a 2 na tarde de hoje deixa o Potiguar ainda na liderança do segundo turno com sete pontos. No entanto, os dois pontos desperdiçados podem fazer falta no decorrer do campeonato, já que o ABC ainda possui dois jogos a menos e pode tomar a liderança. Com atuação bastante contestada pela torcida na tarde de hoje, o goleiro Dida teve sorte por seu companheiro de equipe, Robert, ter estado em uma tarde inspirada, marcando os dois gols do time príncipe.

Em contato com o blog, o técnico do Potiguar, Emanoel Sacramento, evitou tecer qualquer comentário sobre a atuação de Dida, preservando o atleta. Porém, deixou um recado quando questionado se uma mudança no gol poderia ocorrer na próxima partida.

“Não gostaria de comentar situações isoladas de um atleta individualmente, se não teria que relatar o trabalho de todo elenco. Tanto o Dida quanto todo o grupo tiveram uma atuação boa dentro da medida do possível. As questões individuais a gente resolve no nosso cotidiano, no particular. Vamos tentar acertar tudo aquilo que foi de equívoco não só do Dida, mas de todo elenco… Tem possibilidade (de mudança) em todo o elenco. Eles tem que estar todos os dias mostrando porque estão no Potiguar e porque devem merecer uma oportunidade. Do mais jovem, que eu acho que é o Felipe Alves, até o Josicley, que creio ser o mais velho. Tem que mostrar caráter, atitude proativa em todos os aspectos. Com relação a isso todo mundo está se empenhando e quem se empenhar mais segundo o meu ponto de vista vai estar em campo. É assim que nós trabalhamos”, comentou.

Sacramento avaliou o resultado no clássico como positivo. “A avaliação é positiva pelo fato de estarmos jogando “fora” e sendo clássico, que é uma rivalidade muito grande. A equipe do Baraúnas veio com uma proposta de jogo bastante defensiva, dificultando o nosso setor de criatividade e congestionando o meio de campo. Alguns atletas hoje não estavam no nível que temos acompanhado, mesmo porque o jogo de quarta-feira a noite (contra o América) foi muito pegado, sendo então uma noite de sono a menos para poder descansar. Nosso time teve alma, coragem e personalidade, conseguindo o resultado que foi positivo pelo ponto de vista de ter jogado com o mando de campo do adversário. É positiva a minha avaliação”, frisou.

CLÁUDIO BAIANO

Pouco antes de chegar ao gol de empate, Sacramento chamou o zagueiro Cláudio Baiano do banco de reservas para entrar em campo. No momento que as instruções eram passadas, o alvirrubro empatou o confronto, e então Cláudio voltou para o banco e Sacramento acabou optando pelo meia Tarrafas. Ele explicou por qual motivo iria escolher a entrada do zagueiro na reta final do jogo.

“Era um momento decisivo do jogo e ia colocar o Cláudio para poder disputar a bola aérea para buscar maiores aproximações na área. Quando ele ia entrar graças a Deus nós conseguimos o empate e ai eu pude traçar uma outra estratégia. Coloquei o Tarrafas e pedi para ele fazer a ligação nas bolas em diagonais para o Du e Ciel, onde nós ainda criamos umas duas ou três oportunidades”, finalizou.

Foto: Allan Phablo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentário
Nome *
Email *
Web

dezessete − 8 =